Notícias

Saúde e Bem-Estar: 4 dicas para reduzir o estresse

Data publicação 27/04/2018
O estresse faz parte do cotidiano de muitos brasileiros, e, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto de Psicologia e Controle do Stress (IPCS), dos 2.195 entrevistados, cerca de 34% afirmaram ter um nível de estresse classificado como “excessivo”. Dentre os principais sinais estão a irritabilidade constante, ansiedade, problemas de sono, exaustão, falta de concentração, imunidade baixa, doença cardíaca, hipertensão e até mesmo a depressão. 
 
Isso se deve ao fato do estresse liberar mais cortisol no corpo, o que potencializa a produção de triptófano e inibe a produção de melatonina e da serotonina, também conhecida como “hormônio da felicidade”. Pensando nisso, no post de hoje elencamos quatro dicas para reduzir o estresse e aumentar a qualidade de vida. Confira: 
 

Respire 

 
Pesquisas indicam que uma das técnicas mais eficientes a serem aplicadas em momentos de estresse é a respiração profunda e abdominal. Funciona assim: inspire pelo nariz contando até cinco e expire pela boca, contando até dez. Quando se respira de forma lenta e profunda as células cerebrais são oxigenadas e o indivíduo tende a se tranquilizar. 
 

Solte a musculatura 

 
Um estudo publicado em 2014, na revista americana “Journal of Nursing and Health Science”, identificou que, quando estramos estressados, nossos músculos se tencionam, e que praticar o relaxamento muscular é uma excelente forma de se reduzir o estresse. Um bom exercício é o chamado “boneco de pano”, onde a pessoa solta o corpo em uma cadeira, como se fosse mole como um boneco, e relaxa por alguns minutos. 
 

Tire um cochilo 

 
Por mais que já se fale sobre o assunto há um bom tempo, a ciência comprovou que alguns minutos de sono à mais durante o dia possuem efeitos benéficos à saúde, incluindo a redução dos níveis de estresse o fortalecimento do sistema imunológico. Para obter estes efeitos benéficos, a dica é tirar uma soneca de até trinta minutos. 
 

Dê um tempo 

 
Por fim, quando estamos nos sentindo estressados e tensos, ou mesmo frustrados, bravos ou depressivos, é fundamental dar um passo para trás. Em outras palavras, sair de perto do que está nos causando o transtorno, nem que seja apenas por alguns momentos, dar uma volta e então retornar para resolver o problema. Tente investir em atividades que lhe dão satisfação, como artes manuais, caminhadas, corridas ou até mesmo tricô!